9.27.2005

 
Contos do Encontro Nacional dos Estudantes de História #1

Então estava eu tranquilamente tomando cerveja na tradicionalíssima Didática V com um amigo meu futuro historiador de Mossoró. Conversa vai, cerveja vem, dois cariocas da mesa do lado começaram a puxar assunto. Um gordinho mais ou menos e outro com cara de pit boy. "Isso pode ser divertido", pensei. Afinal eu estava bêbada e tudo tem potencial de diversão. Ok, cariocas, aprochegem-se.

"Posso te chamar de Pará"? Foi a pergunta que o pit boy fez pro meu amigo. Que era de Mossoró. Rio Grande do Norte. Perguntei se era uma nova abreviação pra "paraíba", palavra usada por todo carioca maniero pra se referir ao nordestino que não é baiano. Me explicaram: "paraíba é pejorativo, pará é carinhos". Ok, pit boy carinhoso.

Então a conversa logo chegou na política, afinal somos estudantes bêbados sentados numa mesa de bar. Do que mais poderíamos falar? Os caras eram petistas. Novidade. Sabiam quem é o Prefeito de Aracaju. Grandes coisas. Mas surpreenderam ao contar toda a história de vida dele, dizendo que se tratava de um político que eles admiram muito e de quem acompanham o trabalho há muitos anos. Ponto pros cariocas... Então a conversa passou por cotas de negros, de pobres, Cuba, Estados Unidos, Globo, grandes revoluções da humanidade blá blá blá. E apesar dos pontos de vista deles não serem os mais legais do mundo (na verdade eram dois positivistas de classe média) a questão era: eles TINHAM pontos de vista. E muito bem formulados e expressados, não aquela coisa chata e medíocre de estudante que luta contra o capitalismo parando de tomar coca-cola. Veja só que coisa, pit boy tem pontos de vista!

E não parou por aí... Eles eram fãs de literatura brasileira. Nomes como "Machado de Assis" e "Nelson Rodrigues" saíram da boca do pit boy, que se declarou um grande discípulo deste último (pra mim um tarado idiota e sem graça, mas enfim...). A questão é: não eram pessoas que concordavam comigo em qualquer que fosse o tema (a não ser em um: a pior raça de carioca é a que mora na Barra da Tijuca), mas eram pessoas desconhecidas capazes de fazer uma conversa render uma tarde inteira sem que eu nem notasse o tempo passar. E, se tratando de gente que eu não conheço, é MUITO difícil conversar comigo uma tarde inteira sem que eu encha o saco. Mesmo bêbada.

Então em dado momento eu me senti na obrigação de me desculpar com o pit boy. "Po, cara, vc é legal, uma pessoa agradável de se bater papo... Eu te julguei pela aparência a princípio e não estava certa..." Oh maldita humildade a minha!! Como eu me esqueci disso? Os manés são HOMENS. E HOMENS encaram todo e qualquer elogio vindo de uma mulher como "quero dar pra você". O gordinho me parabenizou pela minha inteligência dizendo que é difícil encontrar uma mulher inteligente no mundo (e ele disse isso pra me agradar!!!). Dou um real pra quem acertar a minha resposta. O pit boy foi mais além: como ele se interessa por literatura brasileira, me fez DUAS poesias no guardanapo do bar. Não sem antes trocar meu nome. "Milena, não é?".

Eis a transcrição EXACTA das belíssimas obras por mim inspiradas:

Tributo à Débora

Uma menina
Uma amizade

Modéstia à parte

Na cidade


Te adoro linda

Te adoro, nega

Você é virgindade

Alegria e tristeza


Oi, tudo bom?

Não.
Com sua simplicidade

É a sua expressão


Tão prontos pro próximo? Então lá vai:

Milena (sob pseudônimo)*


Quando te vi

Fiquei perplexo

No andar da vida

Fiquei sem nexo

Mas você assim

Me deixa alto de paixão

Só que quando vi

Foi em vão

Débora linda

Num gingado de cão

O seu olhar

É fascinação

E você

Eu sou doidão


Um não em vão!


*JURO que ele teve essa cara de pau!

Então, gente, não foi super romântico? Um pit boy bêbado mostrando que entende de história, política e literatura, me faz duas poesias, me dá pseudônimo... o que falta? "Você é uma das mulheres mais lindas que já vi na minha vida..." Ta bom, carioca... sô mermo. "Você é mágica, é apaixonante". Anh ram... "Eu nunca vou esquecer você..." E o nível continua descendo... "Eu vou conquistar você". Não vai não, nego, eu já to conquistada. E não me leva a mal não, mas você nem faz meu tipo. "Você acha então que eu não sou capaz de conquistar você?" Não. "Quer apostar?" ¬¬

Dou um real pra quem acertar qual foi a minha resposta.


Moral da história:
As aparências enganam. Ou não.
ou ainda
Homem é tudo filho da puta até que prove o contrário. Ou mesmo que prove o contrário.
ou até mesmo
Sempre julgue os outros antes de conhecer.
ou quem sabe
Cariocas são ridículos. E ponto final.
posted by Arlequina @ 2:25 PM   0 comments
 





9.03.2005

 
Brother, sabe uma coisa que eu odeio? Gente enrolada. Gente que fala coisa como "talvez" e "amanhã sem falta". Eu odeio odeio odeio amanhã. Prefiro mil vezes ouvir "nunca" do que "talvez" e "amanhã sem falta". Principalmente quando o amanhã chega e a pessoa te diz "ah, desculpa, não deu, mas amanhã sem falta!". Acho que nada no mundo me irrita mais do que isso. Porque o "nunca" me força a virar a página e agilizar minha vida pra outro lado. Mas o "talvez" e o "amanhã" me deixam pendurada no limbo, nem lá nem cá, sem poder fazer nada.

Eu odeio também gente que se mete na minha vida e tenta tomar decisões por mim. Desde as mais simples como o que eu quero comer no lanche até as mais complexas como qual é o sentido da minha vida. E gente que me fala como eu estou me sentindo e ainda quer que eu admita. "Ah, vc gosta dele ainda, admite". "Ah, vc está com ciuminho, admite". "Ah, vc nem gosta, tá fazendo isso só pra aparecer e ser diferente, admite". Odeio gente que acha que me conhece melhor do que eu. ODEIO.

E eu tentei ser boazinha, juro. Mas durante anos da minha vida ouvi sobre como eu sou intolerante, arrogante AND egoísta. Então, já que não fazia diferença pro resto da humanidade, resolvi ser mesmo. Agora pouco me importa se a pessoa é de boa índole, tem bom caráter e me ama. Se for enrolada e quiser se meter na minha vida, tá fora dela. Por isso eu digo que se você quer ser meu amigo, nunca nunca me diga "amanhã" mais de dois dias seguidos se referindo ao mesmo assunto. E nunca, de maneira alguma, fale por mim.

Só uns dois ou três têm autorização de agir assim comigo. E provavelmente você não é um deles.
posted by Arlequina @ 6:04 AM   1 comments
 





9.01.2005

 
Pois é, diz que tá o maior bafafá lá em New Orleans né?

/patriotismo besta mode on

Sou mais um Roberto Jefferson do que uma Katrina. Ieeeeeeê! Eu eu eu, americano se fudeu!

dã.
posted by Arlequina @ 3:09 PM   0 comments
 




il libretto

 

Rss


"Em qualquer terra em que os homens amem. 
 Em qualquer tempo onde os homens sonhem.
 
                                                        Na vida."

Máscaras - Menotti del Picchia

 

outros palhaços

 

Ai Minha Santa Aquerupita!
By Julia
Meu Melhor Amigo Gay
Quero te pegar sóbrio
Cara de Milho
Humano e Patético
Bodega da Loli
Café e Cigarros
Flor de Hospital
Diário de Trabalho
Homem é Tudo Palhaço
Vida Bizarra
A Casa das Mil Portas

 

clap

 

Opera Bufa
Desenblogue
Pérolas para porcos
Piores Briefings do Mundo
Malvados
Vida Besta
Omelete
Danilo Gentili
Wagner & Beethoven
Ryotiras
Vai trabalhar, vagabundo!
Follow the Colours
Design On The Rocks
Puta Sacada
4P
Anões em Chamas
Kibe Loco

 

o carnaval que passou


Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Novembro 2005

Dezembro 2005

Janeiro 2006

Fevereiro 2006

Março 2006

Abril 2006

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Janeiro 2007

Fevereiro 2007

Março 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Outubro 2007

Novembro 2007

Dezembro 2007

Fevereiro 2008

Março 2008

Abril 2008

Maio 2008

Junho 2008

Julho 2008

Agosto 2008

Setembro 2008

Outubro 2008

Novembro 2008

Dezembro 2008

Janeiro 2009

Fevereiro 2009

Março 2009

Abril 2009

Maio 2009

Junho 2009

Julho 2009

Agosto 2009

Setembro 2009

Outubro 2009

Novembro 2009

Dezembro 2009

Janeiro 2010

Fevereiro 2010

Março 2010

Abril 2010

Maio 2010

Junho 2010

Julho 2010

Agosto 2010

Outubro 2010

Novembro 2010

Dezembro 2010

Janeiro 2011

Fevereiro 2011

Março 2011

Abril 2011

Maio 2011

Junho 2011

Outubro 2011

Dezembro 2011

Janeiro 2012

Março 2012